Como cientistas conseguiram curar o câncer desta criança

O que você faria para salvar seu filho? A resposta da maioria dos pais seria: tudo. E foi isso que um casal fez ao descobrir que a leucemia com a qual sua filha, Layla Richards, foi diagnosticada quando tinha 14 semanas de vida era incurável.

Enquanto os médicos surgiram com a notícia e com uma lista de cuidados paliativos, os pais foram além e conseguiram uma permissão para que cientistas testassem na criança um método de combate ao câncer que, até então, só havia sido testado em ratos.

Com leucemia aguda, a menina já havia passado por inúmeras sessões de quimioterapia e até mesmo por um transplante de medula antes mesmo de completar um ano. O câncer seguia firme todas as soluções haviam sido descartadas. Mas quando os pais souberam que havia uma tentativa de cura usando células geneticamente modificadas, não pensaram duas vezes.

layla-cancer

O tratamento envolve uma injeção de células de imunidade que são modificadas para atacar especificamente as células resistentes do câncer. E não é que deu certo? Há dois meses, Layla está curada. A parte ruim é que, para comprovar a eficiência do método, é preciso acompanhar a progressão da saúde da menina por cerca de dois anos.

“Como essa foi a primeira vez que o tratamento foi usado, nós não sabíamos se iria funcionar e nós fomos à loucura quando deu certo“, disse à CBS News o Prof. Paul Veys, do University College London Instiute of Child Health.

Se os pais de Layla pensavam um dia ganhar na loteria, a grande bolada acaba de acontecer!

layla-cancer2

Matéria retirada do site Hypeness