É possível conversar com Deus?

Sempre que abordamos o tema ciência e espiritualidade temos a noção de que estamos diante de dois partidos, não sendo possível existir um ponto de convergência entre ambos. Acabamos então por separá-los quanto à competência, deixando a ciência como sendo a fonte do verdadeiro conhecimento, e a espiritualidade como relativa à esfera sobrenatural.

Mas convém lembrarmos que as ciências, como a exemplo da arqueologia, antropologia e da paleontologia, também englobam as questões históricas, muitas das vezes difíceis de serem reproduzidas em experimentos, restando apenas a analise de seus registros passados.

Analisada por um ponto de vista histórico a Bíblia representa um arquivo de registros, tendo como base a essência de um agente divino. Durante séculos fundadores da ciência como Copérnico, Galileu, Newton e vários outros, tinham a Bíblia como uma confiável revelação de Deus e as bases para a fé necessária para o desenvolvimento do ser humano.

conversar com Deus1

Portanto podemos sim ter questionamentos quanto à fatos como Jesus ter andado sobre as águas, a multiplicação dos alimentos e às várias curas operadas pelo mestre, inexplicáveis pela ciência atual, pela falta de replicação através de experimentos científicos, mas que talvez no futuro, entenderemos que não passavam de processos físicos operados de maneira sobrenatural.

Mas fica mais difícil questionarmos, no máximo podemos não aceitar como verdade, registros históricos como o encontrado em Reis1 3:5-15. Segundo as escrituras o Senhor aparece em sonho a Salomão e lhe fala “Pede-me o que queres que eu te dê.” E Salomão responde “Dá, pois, ao teu servo coração compreensivo, para julgar a teu povo, para que prudentemente discirna entre o bem e o mal.”

Talvez este seja um dos mais interessantes registros de conversas com Deus encontrados na Bíblia, onde o Senhor, vendo que Salomão não lhe pede longevidade, riquezas ou mesmo a morte de seus inimigos lhe responde: “Dou-te coração sábio e inteligente, de maneira que antes de ti não houve igual, nem depois de ti o haverá. Também até o que não me pedistes eu te dou, tanto riquezas como glória”

Para o renomado guia espiritual indiano Paramahansa Yogananda conversar com Deus é um fato; e não apenas em uma via. Aprendemos que podemos, a qualquer hora, conversar com o Senhor e que ele sempre nos escutará. Mas Yogananda afirma que é possível ouvir, claramente, as suas respostas. O segredo está em conversar com Deus não apenas com nossa mente, mas com o potencial de energia de nossos corações.

conversar com Deus2

Toda a criação, como descrito nas escrituras ou em filosofias de vida como o Budismo, tem como propósito o exercício e a evolução do ser humano, onde somos testados diariamente, como uma espécie de jogo. E, dentro desta visão criacionista, Deus, nosso ser superior, possui tudo o que nos cerca, mas lhe resta apenas uma única coisa: o nosso amor! É esse amor, explica Yogananda, que precisa ser encontrado em cada um de nós e, de livre escolha, oferecido a ele. “Este é o grande segredo no jogo do Universo” completa o guia. É através desta forma que realmente podemos conversar com Ele.

Como todo processo de aprendizado e evolução não é fácil, conversar com Deus também demanda exercício e aprendizado, aprendizado este que posto em prática nos levará à compreensão das forças físicas que regem o universo, forças estas capazes de gerar o amor incondicional, a compaixão descrita pelos budistas, a força com o maior poder de cura já existente. Claro, não perdemos nosso foco hoje, ainda estamos aqui para falar de saúde, mas afinal será que existe saúde onde não existe o amor?